Prefeito Fabrício Baião realiza reunião com autoridades religiosas de Sapucaia

O prefeito Fabrício Baião reuniu-se nesta segunda-feira, dia 8 de junho, às 9h, com autoridades religiosas de Sapucaia para discutir sobre flexibilização e retorno das atividades religiosas presenciais.

Na ocasião, Fabrício e os líderes religiosos chegaram ao consenso de que acontecerá uma abertura gradual das atividades, com cultos e missas de no máximo uma hora e presença de até 30% dos membros, mantendo a distância segura e tomando todos as medidas de proteção recomendadas pelo Ministério da Saúde, como o uso de máscaras e álcool em gel.

Fabrício contou sobre sua vontade de ser prefeito, as dificuldades encontradas no mandato, dentre as quais dívidas herdadas de governos anteriores e queda de arrecadação decorrente da crise econômica severa vivida pelo país, além da pandemia da Covid-19. “Sempre me perguntei o que Deus queria de mim, me fazendo prefeito num momento tão difícil. Mas tenho certeza de que se recebi essa missão é porque posso dar conta. Os royalties do petróleo, por exemplo, que batalhamos para conquistar e com que fomos contemplados pela primeira vez desde 1989, foram uma resposta das orações que fizemos juntos. É um legado que vamos deixar, assim como o nome da cidade limpo e pronto para captar muitos recursos federais”, disse.

O prefeito detalhou como está sendo a batalha contra o novo Coronavírus, e as ações adotadas para proteger a população, como os decretos de fechamento do comércio não essencial e atividades religiosas, de obrigatoriedade do uso de máscaras; da contratação de novos profissionais da Saúde; e da limpeza e desinfecção de ruas e locais públicos. Explicou que a única verba recebida pela Prefeitura, de 1 milhão de reais, foi destinada à criação do Centro Covid, de leitos UTI e respiradores que o município não possuía, e também a compra de testes rápidos para detecção imediata e prevenção dos casos. “Agora é o momento de começar a conversar sobre a retomada gradual da rotina. A cooperação de todos é fundamental para que possamos seguir em frente. E o diálogo é a melhor forma de atender às demandas de nossa cidade com responsabilidade e segurança”, finalizou.

Skip to content