Prefeitura de Sapucaia realiza ação em combate ao mosquito Aedes Aegypti em Aparecida

A Prefeitura de Sapucaia, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, realizou no dia 23 de março, no distrito de Aparecida, uma ação em combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. Foi uma mobilização conjunta, envolvendo as áreas de Vigilância Epidemiológica, Vigilância Ambiental, Atenção Básica e Atenção Especializada.

Agentes de endemias e agentes comunitários de saúde realizaram visitas técnicas para orientação dos moradores, abordando a prevenção e cuidados a serem tomados. Residências também foram vistoriadas, realizados tratamentos em depósitos e caixas d’água, assim como a busca de possíveis criadouros. E enfermeiros saíram na busca ativa de casos graves e gestantes.

Houve ainda atendimento médico no Posto de Saúde da Família (PSF) para os casos suspeitos. No total, foram realizados 52 atendimentos médicos em Aparecida. O prefeito Fabrício Baião participou da ação e considera muito importante dar esta atenção especial à população de Aparecida neste momento. “Estamos aqui, com toda a nossa equipe de Saúde, para viabilizar um melhor atendimento à comunidade”, destacou.

A Prefeitura de Sapucaia, através da Secretaria Municipal de Saúde, vem seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual da Saúde no combate ao mosquito. O trabalho preventivo, feito durante todo o ano, costuma ser intensificado em épocas de maior incidência das doenças, com o objetivo de reforçar as ações realizadas e mobilizar a população, que deve estar atenta a vasos de planta, caixas d’água, garrafas, lixeiras sem tampa, lonas e outros locais de possível infestação.

É importante também que as pessoas estejam atentas aos sintomas das doenças, como febre, dor no corpo, manchas e pintinhas vermelhas, dor nas articulações, edemas de mão e pé, e procurem atendimento médico para exames, hidratação sorológica e investigação do caso. Desta forma, a Prefeitura poderá também ter um melhor controle do número de incidência das doenças.

Comunicação PMS

Fotos: Divulgação