Sapucaia terá estudo de aptidão geotécnica realizado pela UFV

O prefeito de Sapucaia recebeu hoje, dia 10 de setembro, em seu gabinete uma equipe de pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa (UFV) que está realizando um estudo de aptidão geotécnica na cidade de Sapucaia, ao longo de todo o trecho do Rio Paraíba do Sul que percorre o município. Participaram também do encontro a secretária de Meio Ambiente, Laize Rafaelle, e outros profissionais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMADES).

O estudo engloba a questão da expansão urbana e ainda uma pesquisa hidrológica para identificação da localização das áreas suscetíveis a inundações no município. Serão estudados também os tipos de chuva que ocorrem em Sapucaia e em que épocas a vazão do rio Paraíba do Sul aumenta, identificando ainda como o rio se comporta depois disso e em quanto tempo volta ao normal.

De acordo com o prefeito, trata-se de uma tese de doutorado dos pesquisadores e Sapucaia foi escolhida por eles como fonte para a segunda parte do estudo, já que a primeira parte foi focada em Além Paraíba. “Foi uma opção dos pesquisadores trabalhar em Sapucaia e ficamos muito satisfeitos com a possibilidade de participar deste projeto e ter um estudo específico neste segmento. A pesquisa será finalizada e entregue ao município até dezembro deste ano”, declarou.

Para Laize Rafaelle, trata-se de uma ação muito importante para Sapucaia, pois nos ajudará a saber realmente os locais onde as casas ribeirinhas podem sofrer inundação.  “Toda a extensão de Sapucaia, Anta e Jamapará é Área de Preservação Permanente (APP). As casas ribeirinhas são todas construídas em APP. Então este estudo é de grande relevância, principalmente para que a população possa entender quais a consequências de construir casas em locais não adequados”, declara.

Comunicação PMS

Fotos: Divulgação/PMS

Skip to content