Secretária de Assistência Social de Sapucaia participa de reunião de gestores em Brasília em defesa do orçamento 2018 para Assistência Social

 

A secretária municipal de Assistência Social de Sapucaia e membro do COEGEMAS do Rio de Janeiro, Cleuza Rodrigues Galluzzi, participou nesta terça-feira, dia 07 de novembro, de uma reunião com secretário nacional de Assistência Social adjunto,  Antônio José Gonçalves Henriques, realizada em Brasília.

Também estiveram presentes no encontro a diretora executiva do Fundo Nacional de Assistência Social, Dulcelena Martins; o diretor do Departamento de Gestão do SUAS, Luis Otávio; e o assessor do Gabinete da SNAS, Adailton Leite, com toda a diretoria do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Rio. Na oportunidade, foram discutidos diversos assuntos referentes à Assistência Social face à atual situação vivenciada pelos municípios e o estado do Rio de Janeiro.

Segundo Cleuza Rodrigues, o ponto principal da pauta foi o orçamento previsto para o próximo ano, que reduz significativamente o investimento na área social. O secretário adjunto, Antônio José Gonçalves, disse que o ministro do desenvolvimento Social, Osmar Terra, está se empenhando junto ao presidente da República e ao Congresso Nacional para aumentar o repasse, e que já conseguiram aumentar em meio milhão de reais o valor previsto, que mesmo assim não se equipara ao previsto vigente. Em defesa desta causa e de outras é que o Colegiado vem lutando, para que os investimentos na Assistência Social não sofram mais do que já vêm sofrendo com os ajustes orçamentários previstos.

“Em analise final sobre a reunião, o secretário nos mostrou que acredita que iremos conseguir o que estamos reivindicando, e que certamente isso irá fortalecer a Politica Pública de Assistência Social e a nós também. É na busca da esperança que trabalhamos incessantemente em nossos municípios, e esta se renova quando encontramos pessoas dispostas tanto quanto nós, que acreditam na Política de Assistência Social. Assim percebemos que não existem vitórias sem lutas”, declara Cleuza Rodrigues.

Skip to content