Notícia

Prefeitura Municipal de Sapucaia desenvolve trabalho de combate e prevenção à dengue

dpcom

Prefeitura Municipal de Sapucaia desenvolve trabalho de combate e prevenção à dengue



A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, tem realizado ações contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti, visando o combate e a prevenção à dengue. As medidas são de fundamental importância no combate à doença, que pode levar à morte. Devido às altas temperaturas e o período chuvoso intenso – combinação perfeita para criadouros do mosquito – deve ser feito um trabalho permanente para prevenir a doença, já que o vetor se favorece do calor e da água acumulada para se multiplicar. Nesta segunda-feira (03), equipes realizam o trabalho no Distrito de Anta.

É importante destacar que o combate à dengue não é apenas uma responsabilidade da Prefeitura, mas sim uma atuação conjunta de toda a população, uma vez que o mosquito se reproduz em locais com condições favoráveis (reservatórios de água parada, limpa ou pouco poluída). É imprescindível que a população se conscientize e tome as medidas necessárias para a prevenção da doença. A Secretaria de Saúde também solicita que, caso algum morador veja alguma situação suspeita, avise imediatamente a um agente público de Saúde para que uma medida eficaz seja tomada. 

➡Alguns cuidados que podem ser tomados para evitar a proliferação do mosquito: 

• não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água;
•  não deixar água acumulada sobre lajes;
•  não deixar acumular água calhas das residências. Remover folhas, galhos ou qualquer material que impeça a circulação da água desse local;
•  não deixar água nas vasilhas que ficam sob os vasos de plantas. Deixar esses recipientes sempre secos ou cobri-los com areia;
•  caixas de água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água;
•  reservatórios que servem para animais beberem água não devem ficar mais do que um dia com a água sem trocar;
•  piscinas devem ter tratamento de água com cloro (sempre na quantidade recomendada). Piscinas não utilizadas devem ser desativadas (retirar toda água) e permanecer sempre secas;
•  garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo (fechado).
•  não descartar lixo em terrenos baldios e manter as latas de lixo sempre bem fechadas;
•  atenção às plantas: bromélias, suculentas e alguns tipos de bambus costumam acumular água, portanto devem ser regados com mangueira de alta pressão (ou que tenham um jato forte de água) uma vez por semana para remover possíveis ovos e larvas, interrompendo, assim, o ciclo de desenvolvimento do mosquito.